sábado, 2 de setembro de 2017

Caso do Padre Rodrigo Maria [Culpa ou perseguição]


 Nova nota da Diocese de Cidade do Leste divulgada neste sábado

Carta enviada por um leitor:

Em defesa da fé e da verdade!
Caríssimos, recentemente a Diocese de Ciudad del Este lançou uma nota em que privara o padre Rodrigo Maria (fundador de uma comunidadereligiosa) de exercer seu ministério sacerdotal fora de sua paróquia (Sgd Coração de Jesus) e o proibira de publicações na Internet.
O próprio padre explicou a nota de seu bispo em sua última aparição no facebook, dizendo que por pressões de grupos contrários a ele, seu bispo diocesano o pediu para que dedicasse seu ministério apenas (exclusivamente) na Paróquia Sagrado Coração de Jesus da Diocese de Ciudad del Este, onde o padre é incardinado e presta toda e total obediência ao seu pastor, ao contrário do que muitos espalham, dizendo que o padre não é obediente a Igreja. Padre Rodrigo sempre foi obediente a Santa Igreja, durante os anos que esteve a frente de uma comunidade religiosa, e onde sofreu várias perseguições, principalmente em uma diocese do estado de Goiás, proibido de assumir o nome da fraternidade em direito civil e religioso no estado de Goiás, em tudo isso o padre sempre obedeceu, se afastou de Goiás e foi muito bem acolhido no Paraguai por Dom Rogelio Livieres (RIP), e lá está incardinado até hoje. Algumas coisas na história são necessárias virem a público aqui.
Nos anos de 2013 e 2014, por base de denúncias de ex-membros da comunidade e por pressão de certos bispos incomodadas pelo conservadorismo da comunidade, Roma decreta uma "Visita Apostólica" e após essa visita decisões foram tomadas que mudaram totalidade os rumos dessa comunidade: foi pedido que o Padre Rodrigo não tivesse contato algum com os membros da comunidade, para que os membros não se sentissem "ameaçados" e "amedrontados" para contarem possíveis "crimes" do padre, entretanto por parte dos membros nenhuma denúncia fora recebida.


Com a saída do Padre Rodrigo da comunidade, alguns membros mais fiéis ao coração do fundador, saem também e se lançam em uma nova fundação, já que tais membros queriam se manter fiéis ao espírito fundacional e esse direito estava privado.

Pois bem caríssimos, esses mesmos que sempre defenderam o padre, quando houve a investigação canônica na primeira comunidade, nada disseram contra e pelo contrário foram a uma nova experiência comunitária. Estes são os mesmos que hoje o acusam, vomitam ódio e todo tipo de blasfêmias e injúrias, o chamam de "vagabundo", "estuprador", "canalha", "mentiroso", tudo isso após a Igreja sumprimir o ramo religioso e todos esses membros terem que voltarem para suas casas.

Mas se sabiam que o padre era tudo isso mesmo, por que não o denunciaram antes? Por que se lançaram numa nova fundação? Por que é que somente quando o Padre Rodrigo é privado de usar a internet, que as acusações vêm a tona, quando o mesmo não poderá se defender?

Por que o que sempre foi mentira passou a ser verdade de uma hora pra outra e somente para um grupinho de revoltados?
"Caríssimos, a mentira repetida mil vezes, não pode ser verdade..."

Rezemos, pois, ao Imaculado Coração da Virgem Maria que tanto é ultrajado com essas injúrias a um sacerdote e advinda por pessoas consagradas, que não deixa mais a Igreja ser tão maculada e ultrajada através de tais blasfêmias



Per Deum et per Regina!

Salve Maria!

8 comentários:

  1. Essa circular ajuda a esclarecer muita coisa...

    Primeiro, que não existe processo de cunho moral contra o Padre Rodrigo Maria.

    Segundo, de que as pessoas que estão divulgando informações falsas pela internet, no caso de não provarem o que estão dizendo, estão sujeitas a serem punidas pela lei.

    O mais curioso é que todos os ataques começaram quando o o padre foi proibido de se manifestar pela internet. E a maioria dos que estão fazendo volume nas supostas acusações fazem parte de grupos RadTrads que recentemente ficaram furiosos com a publicação assinada pelo Padre Rodrigo sobre a diferença entre um católico tradicional de verdade e um cismático.

    O mais importante é que temos segurança em afirmar que o Padre Rodrigo está amparado por sua diocese e com pleno uso de ordens (mesmo que com restrição territorial).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita força e coragem, reverendo sr. P. Rodrigo Maria, conte com as minhas orações. Rezarei para que a Verdade venha ao de cima. Se lhe servir de consolo e salvaguardando a devida distância, lembre-se do que passou o Santo P. PIO, caluniado, perseguido e acusado falsamente pelos próprios confrades e Bispo da sua diocese, proibido durante bastante tempo, e por duas vezes, de confessar e de celebrar a Santa Missa em público, e hoje alguém se lembra do nome de algum daqueles que o perseguiram, que o acusaram? Onde estão eles? Que se apresentem! Ninguém já sabe os seus nomes e para quê? É assim que trabalha o inimigo de DEUS, semeando a dúvida, a mentira, a discórdia e contra quem é o embate? É quem pertence à MILÍCIA DA IMACULADA, à qual também eu, escrava inútil, pertenço. Amen. Seja louvado NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!
      Para sempre seja louvado e SUA MÃE, MARIA SANTÍSSIMA!!!

      Excluir
  2. Enfim um site com opinião correta, buscando a VERDADE e não cedendo por pressões como tantos o fizeram ! Parabéns ao site e a equipe. Salve Maria Puríssima, Auxílio dos Cristãos !

    ResponderExcluir
  3. O demônio sempre perseguindo este sacerdote. ..um sinal claro de que ele, sofrendo tantos martírios, faz o que Deus pede. ..

    ResponderExcluir
  4. Padre Rodrigo Maria, rezo pelo Sr. e é isso o que acontece com os homens e mulheres de Deus. Lembrar Padre Pio, Madre Paulina e por aí afora. A Igreja de Cristo foi e sempre será uma Igreja de Mártires.

    ResponderExcluir
  5. Muito estranho isso. Acho que o site deveria saber que os membros que saíram para formar uma nova comunidade com o Rodrigo Maria, não denunciou ele na visita apostólica da Arca de Maria porque acreditavam do padre.
    Uma vez que ele cometeu os mesmo erros de ordem sexual, foi feita uma reunião com ele Onde as coisas foram colocadas em "pratos limpos" e foi por esse motivo que a comunidade começou a se desfazer e só posteriormente foi suprimida quando os fatos chegaram ao Bispo de Mitu.

    ResponderExcluir
  6. Padre Rodrigo fique firme, porque todos filhos de Deus passarão pela cruz. Jesus o livrará das mãos desses que estão cheios do mal. Como diz a Palavra de Deus:"Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares."
    Efésios, 6, 12. Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  7. Quem dera pudéssemos ver mais padres na luta como este Santo Padre. Se existissem mais padres como este certamente existiriam mais conversões verdadeiras, não à que vemos por ai, enxurradas de pessoas que se dizem cristãos nas igrejas, mas que não vivem a Santa vida em Deus e nem buscam todos os dias a santidade. Não somos santos, mas buscamos a santidade a cada dia e precisamos de padres que nos levem ao céu, porque estamos cansados de ver padres que não falam sequer em suas homilias as verdades da fé. Que nós cristãos possamos colocar nas nossas orações, nas nossas intenções a vida do Rev. Sr.Padre Rodrigo Maria. A paz a todos.

    ResponderExcluir